O material foi localizado por volta das 16 horas próximo à casa de Amarildo Costa de Oliveira, suspeito de envolvimento no crime, que está preso. Investigadores já haviam encontrado vestígios de sangue no barco do pescador.

O que aconteceu com o verdadeiro Dom?

Como Bruno e Dom foram mortos? Em depoimento, Jefferson revelou o que aconteceu no dia do crime. Ele relata que Amarildo o chamou para perseguir Bruno e Dom quando eles passaram de barco no rio Itaquaí. Quando estavam bem próximos, ocorreu o primeiro tiro, dado por Amarildo, que acertou as costas de Dom.

Onde Bruno e Dom morreram?

Em 5 de junho de 2022, o indigenista brasileiro Bruno Pereira e o jornalista britânico Dom Phillips foram assassinados durante uma viagem pelo Vale do Javari, segunda maior terra indígena do Brasil, no extremo-oeste do Amazonas.

Como ficou os corpos de Bruno e dom?

Encontrados há cinco dias pela Polícia Federal, os corpos do indigenista Bruno Araújo Pereira e o jornalista britânico Dom Phillips foram queimados antes de serem esquartejados e enterrados, segundo relato de um dos suspeitos presos no caso. Os dois foram mortos com tiros na cabeça e no tórax.

Como foram encontrados os corpos de dom e Bruno?

Lancha foi encontrada
A lancha que Bruno Pereira e Dom Phillips usavam no momento em que foram mortos foi levada do porto de Atalaia do Norte (AM) nesta segunda-feira (20) para passar por uma perícia.

Foi achado os corpos na Amazônia?

Dois corpos foram encontrados na região em que o jornalista britânico Dom Phillips e o indigenista brasileiro Bruno Pereira desapareceram na Amazônia. A informação é da família de Phillips, que disse ter sido avisada pela PF (Polícia Federal).

Como os indigenistas morreram?

Autoridades identificaram entre sexta e sábado (18) os restos mortais do jornalista britânico Dom Phillips e do indigenista brasileiro Bruno Pereira, e confirmaram que os dois foram mortos a tiros “com munição típica de caça” na Amazônia brasileira, onde um terceiro suspeito se entregou à polícia.

Foi achado os corpos do indigenista?

Os corpos do jornalista britânico Dom Phillips e do indigenista Bruno Pereira teriam sido encontrados pela Polícia Federal. A informação foi divulgada pela esposa de Phillips ao jornalista André Trigueiro, do g1, na manhã desta segunda-feira (13).

Quem é o Dom da vida real?

Baseada no livro homônimo de Tony Bellotto (autor de ficções e também guitarrista da banda Titãs), a série conta a vida de Pedro Machado Lomba Neto, que ficou conhecido como Dom.

Quem foi o verdadeiro Dom?

“Dom” conta a história real de Pedro Machado Lomba Neto, criminoso que fez fama no começo dos anos 2000 no Rio de Janeiro e agora virou série da Prime Vídeo.

Porque mataram Bruno Pereira?

Outros pontos a serem esclarecidos, diz outra fonte próxima à investigação, é se “Pelado” exercia de fato a pesca ilegal dentro da TI Vale do Javari e se a decisão de matar Bruno se deu em decorrência de ações de fiscalização realizadas pelo indigenista dentro ou fora da terra indígena.

Como morreu Dom Phillips?

“O exame médico-legal, realizado pelos peritos da PF, indica que a morte do Sr. Dom Phillips foi causada por traumatismo toracoabdominal por disparo de arma de fogo com munição típica de caça, com múltiplos balins, ocasionando lesões principalmente sediadas na região abdominal e torácica”, diz a PF.

Quando Dom Phillips morreu?

5 de junho de 2022, Atalaia do Norte, Amazonas

Foi encontrado o corpo de dom Philipe?

A Polícia Federal (PF) confirmou nesta sexta-feira (17) que parte dos “remanescentes” humanos encontrados no Vale do Javari pertence ao jornalista britânico Dom Phillips. Ele e o indigenista Bruno Pereira foram mortos quando navegavam rumo à cidade de Atalaia do Norte (AM).

Quem são Bruno e dom?

Dom Phillips era colaborador do jornal britânico The Guardian e já havia produzido reportagens sobre desmatamento na Floresta Amazônica. Bruno Pereira era servidor licenciado da Fundação Nacional do Índio (Funai) e denunciava ameaças sofridas na região, informação confirmada pela PF.

Como é o nome da cidade que foi achada na Amazônia?

Os mais antigos fósseis de Homo sapiens já encontrados datam de 300 mil anos atrás, apenas uma fração dos supostos 450 milhões de Ratanabá. A cidade perdida de Ratanabá também teria sido erguida, segundo as informações que circulam nas redes, pela civilização Muril, da qual não se tem registros em revistas científicas.