De forma geral, escolher a graduação em Enfermagem é a melhor opção para a sua formação e para o seu futuro na área da saúde. Estamos falando de uma escolha repleta de vantagens. Para que não sobrem dúvidas, separamos os principais motivos para escolher essa formação.

O Intensivista, nome dado ao profissional de enfermagem que trabalha em UTI, pode ganhar altos salários. O enfermeiro neonatologista, por exemplo. tem média salarial de R$9.139,18 mensais. Entre as áreas da enfermagem mais bem pagas, esta é a com maior salário médio.

A principal diferença entre uma profissão e outra está no grau de escolaridade. Enquanto para ser técnico de enfermagem é necessário realizar um curso técnico de nível médio, para atuar como auxiliar é exigido um curso de capacitação profissional com menor duração, que, na maioria das vezes, não passa de um ano.

Técnicos em enfermagem podem trabalhar em hospitais, clínicas, ambulatórios, postos de saúde, farmácias, empresas, casas geriátricas e também prestando assistência médica domiciliar (home care). Quer empreender? Cursando um técnico você pode!

Piso salarial para técnico de Enfermagem de R$ 1.874,00.

Hoje quem trabalha como Enfermeira ganha em média um salário de R$ 3.542,00.

Os valores fixados para a remuneração mínima dos profissionais com a nova lei do piso são de R$ 4.750,00 para enfermeiros, 70% deste valor para técnicos e 50% para auxiliares e parteiras.

A carreira em Enfermagem, apesar de muito antiga, é ainda bastante requisitada no mercado de trabalho. A função do enfermeiro é essencial para o bom funcionamento de hospitais, clínicas médicas, postos de saúde, etc.

Nos seis primeiros meses do ano, houve um crescimento de 50,73% de contratações, em relação ao mesmo período do ano anterior. O mercado é promissor para os enfermeiros, mas mesmo assim muitos profissionais ainda não conseguiram oportunidades, e se esse é o seu caso, não se desespere.

Sim, é possível! Enfermeiro também pode ser um empreendedor! É o que conta o professor Vandré Mateus. Ele é coordenador dos cursos de pós-graduação do Instituto de Pós-graduação e Graduação (IPOG):

De acordo com as diretrizes da base curricular do Ministério da Educação (MEC), a carga horária mínima do curso de Enfermagem é de 4.000 horas, o que faz com que a duração do curso de Enfermagem tenha 5 anos, no mínimo. A graduação é dividida em 10 semestres e ao longo dos cinco anos.

Cada um tem as suas características e responsabilidades. Para exercer a profissão como enfermeiro, você deve ter a graduação de enfermagem. Para exercer a profissão de técnico em enfermagem, você precisa ter o diploma de técnico em enfermagem.

Em média, um curso técnico em Enfermagem dura dois anos, lembrando que o estágio obrigatório tem cerca de 600 horas de duração.

Então, será que a faculdade de Enfermagem é difícil? Você terá disciplinas teóricas e práticas, o TCC (Trabalho de Conclusão de Curso), além do estágio obrigatório, ou seja, participará de atividades que exigem bastante empenho, participação efetiva nas aulas e muito estudo.

Um enfermeiro recém-formado pode receber cerca de R$ 2.313,00, enquanto um que possui de 2 a 4 anos de experiência já tem uma remuneração de R$ 2.891,00. Aquele profissional que já está no mercado entre 4 e 6 anos recebe, mensalmente, um salário médio de R$ 3.614,00.

A Constituição Federal só permite aos profissionais de saúde acumular dois empregos.

Devido a quantidade de disciplinas e o nível de exigências, enfermagem costuma ser classificado como um curso difícil. Entretanto, com dedicação e organização o estudante consegue passar pela formação.

Preparamos uma lista com tudo que você precisa saber antes de tomar essa decisão.

  1. É preciso ter estômago. …
  2. O enfermeiro não é assistente do médico. …
  3. É preciso saber lidar com as pessoas. …
  4. A maioria dos profissionais no mercado não tem ensino superior. …
  5. A demanda por enfermeiros tem aumentado.