Os legistas trabalham no Instituto Médico Legal (IML), os peritos criminais no Instituto de Criminalística (IC) e os peritos do INSS realizam suas perícias, principalmente, no próprio instituto. Já o perito louvado é escolhido pelo magistrado sem necessidade de concurso.

O médico legista é um profissional que faz a ponte entre o direito e a medicina, cuja função é – ao periciar corpos humanos e documentos médicos, como prontuários e exames – obter provas, como, por exemplo, da ocorrência de um crime ou para algum processo previdenciário.

Um Médico Legista Júnior ganha em média R$ 5.000,18. O nível pleno recebe cerca de R$ 5.656,36. Já o Sênior tem uma média salarial de R$ 6.794,58 mensais de acordo com pesquisa do Salario.com.br junto aos dados oficiais do CAGED de profissionais demitidos no mercado de trabalho. Dados de 2023*.

O auxiliar de necropsia trabalha ao lado de médicos legistas em organizações como o IML (Instituto Médico Legal), hospitais e laboratórios. De modo geral, ele auxilia o médico responsável em processos de necropsia ou autópsia, exame de um cadáver para verificar a causa e como ocorreu a morte.

O processo de liberação de um corpo no IML deve ser acompanhado sempre por um parente em primeiro grau (pai, mãe, filho) ou cônjuge.

O salário médio nacional de Perito Criminal é de R$12.557 em Brasil. Filtre por localização para ver os salários de Perito Criminal na sua região. As estimativas de salários têm como base os 101 salários enviados de forma sigilosa ao Glassdoor por funcionários com o cargo de Perito Criminal.

Faculdade de Direito. Com duração média de cinco anos, o curso de Direito é bacharelado, e oferece a quem deseja ser perito criminal uma base teórica sólida que vai ser útil para a elucidação de casos.

6.2. Quem não pode ser perito? Não pode ser perito: o incapaz, pois não é apto para o exercício de seus direitos civis, além de não possuir conhecimento técnico específico; pessoas impedidas (Código de Processo Civil, art.

O que faz uma Perita criminal
A perita criminal integra os órgãos de segurança, em sua atividade investigativo-científica e é responsável por estudar o corpo ou objeto envolvido no delito, por refazer o mecanismo do crime, para saber o que aconteceu, e por realizar exames no local onde ocorreu o delito e laboratoriais.

Para ser um médico legista, primeiramente você precisa fazer o curso de Medicina. Além disso, precisa de Inscrição no Conselho Regional de Medicina (CRM). A Estácio possui um curso presencial de Medicina. É um curso presencial que dura 6 anos.

Formação do Médico Legista
Para se tornar um perito, via de regra, só é necessário ter a Graduação em Medicina e Inscrição no Conselho Regional de Medicina.

A área da medicina que ganha mais é a Neurocirurgia, seguida da Cirurgia Plástica, Cirurgia Geral, Ortopedia, Mastologia, Auditoria Médica, Anestesiologia, Dermatologia, Hematologia e Oncologia.

Se você ficou interessado em se tornar perito médico, deve buscar uma Pós-graduação em Perícia Médica, pré-requisito para atuar na área. O curso, com carga horária de 360 horas, apresenta um conteúdo multidisciplinar que une teoria e prática.

Embora não exista uma graduação em Necropsia, aqueles que desejam investir em uma formação direta, de curta duração e iniciar a carreira o quanto antes, podem optar pelo curso Técnico em Necropsia ou curso Profissionalizante em Necropsia Forense.